Medo

Um dias sao tao bons...
e outros dias sao tao maus...
uns dias estou tao alegre
e sei que estas comigo
outros dias sinto-me tao sozinha
mesmo sabendo que tenho quem me ama.
tou na solidao.
tenho uma depressao.
ja nao sei viver assim.
porque é que tudo na vida tem de ser tao mau??
A familia ja nao é a mesma
Sempre discuçoes
E eu aqui...
Sem entender o porque delas..

Tenho medo...
Tenho medo de viver
Tenho medo de perder quem me ama
Por me afastar
So’ qero estar sozinha no meu mundo
Nao quero discusoes
Nao quero depressoes
Nao quero viver assim

Deixa-me sozinha
Deixa-me
Vai-te embora
Vai para longe medo
Desaparece
Libertame
Deixa-me voltar a ter amigos
A ser como era
A viver como vivia

Nao me prendas sozinha neste quarto
Escuro,
Triste,
Sem cores,
Sem animaçao,
Sem ninguem para me amar.
Vai-te embora
Peço-te
Deixa-me de uma vez
Deixa-me viver e ser feliz

Tenho medo...
Tenho medo de por ti eu perder tudo
Tenho medo de que me possam esquecer
E tudo porque me prendeste a esta solidao
A esta triste tristeza infinita

Tenho medo...
Tenho medo de ter medo...

16 Opiniões:

DiiSilvaa disse...

Está lindo!
Tens geito para isto, continua !

DiiSilvaa disse...

De nada querida !

Ana Sofia disse...

adorei adorei adorei
simplesmente lindo
a seguir

Ana Sofia disse...

de nada queridaa

Ana Sofia disse...

e nao pares de escrever

Ana Sofia disse...

escreves lindamente<3

Ana Sofia disse...

escrita com sentimento é muito mais lindaaa

gostas do meu texto e blog?

maria disse...

adorei o teus poemas sao fantaticos!!!

Ana Sofia disse...

o blog está tao lindo

Ana Sofia disse...

estás nas minhas recomendares querida

Ana Sofia disse...

oh fofinha muito muito obrigada

Ana Sofia disse...

oh que querida
muito obrigada
e obrigada pelo desafio

Ana Sofia disse...

;D

cátia neves. disse...

obrigada pelo desafio, mas tenho uma dúvida. nao percebi esta : "Dia 95 - Uma foto num 15." :s
adicionei-te às recomendações do meu blog

cátia neves. disse...

desculpa a ignorância: como é que se faz o número 15 ? ahahah

Nilson Barcelli disse...

Adorei este teu poema de 13 de JUlho de 2011...
Mas não tenhas medo.
Beijo, querida amiga Aninha.

Enviar um comentário