O abecedário do amor


Amar-te para sempre
Beijar essa tua boca
Cantar ao teu ouvido
Dormirmos bem juntinhos
Estar abraçada a ti
Ficar louca com as tuas palavras
Gostar de teus mimos
Herói, o meu
Imaginar-te em toda a parte
Jamais te esquecer
Lágrimas? Nunca!
Mimar-te
Nomear-te o melhor
Olhar-te nos olhos
Partilharmos tudo tu e eu
Querer sempre mais
Rir quando tu ris
Sonhar contigo a todas as horas
Ter-te sempre no pensamento
Unicamente único e só meu
Ver-te perto de mim
Xuxu é como te quero chamar
Zelo pela tua felicidade

8 Opiniões:

Nilson Barcelli disse...

Confesso-te que conseguiste ser brilhante neste poema.
Gostei muito.
Um beijo, minha querida amiga Aninha.

Nilson Barcelli disse...

Mais de 1 semana depois, continuei a gostar do poema que fizeste com o amor. E com amor, eventualmente...
Estás de férias...? Escreve, não preguices... Passa o teu talento para as palavras...
Beijo grande, minha querida amiga Aninha.

Nilson Barcelli disse...

Mesmo de férias não escreveste nada... sua preguiçosa...
Mas nãos te preocupes, goza o teu descanço, porque daqui a uns dias voltas para a batalha... vê se tiras boas notas (no final do ano quero ver o teu aproveitamento...).
Aninha, minha querida amiga, tem uma Páscoa Feliz.
Beijo.

Starlight disse...

Gostei muito :)

Anónimo disse...

que porcaria

Anónimo disse...

isto nao presta

Jaime Portela disse...

Já tinha lido este magnífico poema.
Escreva mais...
Saudações poéticas.

Ana Pereira disse...

Boa noite
Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/

Enviar um comentário